Fc Noticias » Saúde » Doenças autoimunes em bebês

Doenças autoimunes em bebês

Clicando neste artigo você irá compreender o que são as doenças autoimunes, saber quais são as principais delas, como atacam os bebês e como vem sendo tratadas.

     

As doenças autoimunes são caracterizadas como uma desordem imunológica, sendo esta condição responsável por atacar a destruir os tecidos saudáveis do organismo. Esse processo é ocasionado pela falha de uma ou mais divisões funcionais do corpo.

Por meio dessas alterações, a estrutura organizacional de alguns indivíduos começam a confundir seus próprios mecanismos como algo ameaçador – como agentes invasores – e por consequência atacam agressivamente o sistema por engano.

Até os dias atuais, ainda não existem razões específicas que comprovem as causas reais das enfermidades pertencentes a esse grupo, mas os profissionais da área da saúde revelam que existem algumas condições que auxiliam a sua promoção, como a predisposição genética, uso de certos medicamentos e contato com alguns fatores externos.

Doenças autoimunes em bebês

Bebê sentado.
(Foto: Reprodução)

Já foram diagnosticadas 80 doenças autoimunes aproximadamente no mundo e as que mais afetam os bebês são:

» Lúpus;
» Vitiligo;
» Púrpura;
» Psoríase;
» Doença celíaca;
» Anemia perniciosa;
» Artrite reativa;
» Esclerodermia;
» Hepatite autoimune;
» Doença de Chron;
» Síndrome de Evans;
» Tireoide de Hashimoto;
» Síndrome de Goodpasture;
» Vasculite de Churg-Strauss.

Diagnóstico

Para saber se a criança está sendo acometida por algum dos distúrbios citados acima ou por qualquer outra patologia, ele efetuará uma anamnese, detalhação do histórico familiar, análise física, exames de anticorpos, hemograma completo, entre outros testes específicos.

Tratamento

Os métodos de tratamento serão dinamizados de acordo com as causas constatadas e o grau da doença. O acompanhamento severo do bebê deverá ser priorizado, porque o seu sistema imunológico ainda é muito frágil, fator que promove ainda mais riscos e danos a sua saúde.

As ações prescritas pelos médicos terão o intuito de diminuir os sintomas, controlar a doença e se possível retomar o funcionamento normal do organismo. Quanto antes o tratamento for iniciado, maiores serão as chances do paciente se recuperar e/ou ficar sem nenhuma sequela.

Complicações

A demora do diagnóstico ou o não tratamento da enfermidade poderá provocar sérios prejuízos ao bebê, como destruição dos tecidos do corpo, alterações na função de um ou mais órgãos, como o crescimento anormal.

Atenção

É importante ficar atento aos sinais apresentados das doenças porque eles podem aparecer e desaparecer a qualquer momento. A maior parte das patologias imunológicas são crônicas, portanto, não pense que a falta de sintomas pode ser um sinônimo de cura.

Aviso!

Os dados acima servem apenas para uso de pesquisas sobre o tema abordado. Para mais informações, busque ajuda médica no hospital ou clínica mais próxima!

Textos Relacionados:


Quer comentar ?