Fc Noticias » Saúde » Agressividade sintomas para tratamento

Agressividade sintomas para tratamento

Com a correria da vida atual e as constantes disputas e situações de extremo stress, todos nós estamos sujeitos a desenvolver doenças relacionadas a quadros de raiva excessiva. Saiba veja quando a agressividade salta a normalidade e passa a ser motivo de tratamento.

     

Segundo a psicanálise a agressividade é um impulso natural que está presente em todos os seres humanos e animais ora em alto ora em baixa intensidade. A agressividade em certa medida é incentivada pelos processos competitivos que vigoram na sociedade. Contudo a pessoa agressiva  em excesso pode ser um sintoma de um problema psicológico ou biológico maior.

episódio de agressividade

A agressividade quando desmedida pode ser um indicador de algum problema psicológico.

Se partimos para os estudos da psicanálise um possível diagnóstico do problema será o tipo de stress, solidão, carência e exclusão que marcam o cociente e o inconsciente das pessoas por vias  traumáticas.

Na perspectiva Yungana ao tentar renegar aquilo que o psicanalista designa sombra, o conjunto daquelas características que escondemos de nós mesmos empurrando-as  para o subconsciente afim de manter a aparente sensatez e controle perante ao outro,  no entanto, pode ocorrer a ascensão dessa sombra que vem, as vezes, como um surto de agressividade entre outras coisas.

Outra doença que tem no seu quadro de sintomas a irritabilidade e a agressividade e o transtorno bipolar, no qual o individuo sobre mudanças repentinas de humor, passando de feliz, a depressivo, a  violento em um espaço temporal muito curto e sem motivos aparentes. Outro problema que tem como agregador a agressividade desmedida é o Transtorno Explosivo Intermitente, esse problema tem por característica surtos de fúria  e destruição e logo o termino do episódio um sentimento de culpa invade o ser do doente.

Estas patologias merecem uma atenção muito grande e o tratamento deve ser iniciado o quanto antes, já que o individuo não consegue se controlar em momentos de tensão o que reverberá em ações bastante destrutivas que colocam em risco a integridade física do portador do transtorno como também dos que o rodeia. Outro fator importante é que esses fatos, e momentos de destempero emocional causas problemas em relacionamentos, trabalho escola entre outros, que, como se houvesse um efeito dominó volta a atingir o psicológico da pessoa e até aumentar ou desenvolver outras patologias.

O tratamento pode ser realizado com ou sem medicamento, no último caso através de seções de terapia a pessoa é exposta a situação que desencadeia o surto e aos poucos ele consegue controlar as oscilações de humor. Ter apoio da família e amigos é muito importante para não haver retrocessos no quadros comportamentais.

Textos Relacionados:


Quer comentar ?