Fc Noticias » Saúde » Tem cura a herpes genital

Tem cura a herpes genital

Veja no artigo detalhes sobre a doença contagiosa provocada pelo vírus da Herpes.

     

O Herpes é uma doença infecciosa geralmente benigna, mas que é facilmente contagiosa. Por causa dessa característica, cerca de 90% da população mundial tem herpes, mas somente 10% não consegue aumentar a imunidade do seu organismo para mantê-la inativa. Ainda pode ser manifestados ois tipos diferentes de Herpes, o tipo I que denomina a herpes labial e o tipo II, que caracteriza a herpes genital, ambos são classificados como herpes simples.

Causada por dois vírus da família dos Herpesviridae, a Herpes atua no organismo de maneira semelhante a catapora, que também é proveniente de um tipo de vírus da mesma classe, a Varicela-herpes-zoster. Quando o vírus se instala e logo se manifesta, no corpo, o organismo cria mecanismo para combatê-lo, eliminando os sintomas, mas o mesmo fica alojado nosso organismo de maneira inativa. Portanto é uma doença incurável mas que possui tratamento.

Herpes

Pessoas que possuem Herpes, seja genital ou labial, desenvolve seus sintomas somente uma única vez na vida.

O vírus da Herpes adentra a pele e se aloja justamente na estrutura nervosa do gânglio paravertebral. Por isso que ao se manifestar com bolhas e infecção num mesmo local, não adianta recorrer a intervenção cirúrgica, porque a causa viral não está na extremidade externa e sim no sistema nervoso. Os sintomas da herpes labial são um coceira, pequeno ardor, pequenas lesões agrupadas, com inchaço e vermelhidão, na boca, lábios, nos olhos, gengivas, nos dedos e em outras partes do corpo.

Na herpes genital inclui sintomas como pequenas bolhas doloridas e com liquido transparente nos órgãos genitais. Também pode surgir crises de febre, perda de apetite, mal-estar e dores musculares em geral. Ao realizar o diagnóstico com exame clínico local e também o de sangue, que aponta precisamente a presença do vírus, são adotados diferentes tipos de tratamento, mas que apenas amenizam os sintomas, uma vez que a doença ainda não tenha cura.

São utilizados antivirais, capazes de acelerar a cura das lesões, diminuindo a infecção, além de aliviar os incômodos dos sintomas, também consegue diminuir o risco de transmissão. Entre os medicamentos estão o Aciclovir, Famciclovir e Valaciclovir, mas somente podem ser prescritos sob orientação médica. O tratamento inicial dura em média de 7 a 10 dias. A herpes é mais contraída com frequência através do contato íntimo, portanto utilizar contraceptivos de barreira é a melhor forma de evitar o contágio desse vírus e de outras doenças.

Textos Relacionados:


Quer comentar ?