Fc Noticias » Novidades » Significado das luzes de Natal

Significado das luzes de Natal

Significado das Luzes de natal e seus pisca-pisca. O Natal é uma das comemorações mais antigas e tradicionais que conhecemos, é claro que em muito reciginificada pela indústria da cultura, vamos tratar agora de um dos signos das festas natalinas, as luzes.

     
Tradição das Luzes de Natal

As luzes tem passado distante com pilares tanto no cristianismo quanto em crenças pagãs

O Natal é uma das datas mais importantes do calendário cristão, hoje é comemorado dia 25 de Dezembro, mas, nem sempre foi assim, o nascimento de Jesus, rito que se comemora no Natal, só passou a ter uma data especifica a partir do século IV. No entanto, o cerne natalino pode ter seio em épocas e culturas bem mais longínquas.

Nas civilizações nórdicas existia a chamada Yule, celebração realizada no dia 21 de Dezembro que marcava retorno do Sol e tinha um princípio de renovação; na Mesopotâmia existia a festa para a principal divindade daquele povo, Marduk; já entre os Romanos tinha início nesses tempos a comemorações do nascimento do Rei Sol. No livro sagrado cristão não há especificações da data quanto ao nascimento exato do Messias, contudo, devido aos processos sincréticos convencionou-se  estabelecer nessa data as profissões natalinas.

Luzes de Natal

Lâmpada natalina conhecida como feérica

O uso das luzes do Natal tem, assim como as próprias festividades natalinas passado distante, também em culturas pagãs, no continente europeu essa época do ano é marcada pelo inverno, tempos de solstício, dias curtos e noites mais extensas, a luz tinha o significado mitificado de prece ao retorno do Sol, contudo, o uso da luz pode ser identificado com um papel mais obvio, dar claridade e calor ao ambiente, não se pode assegurar com certeza o envolvimento do paganismo aos Menorah Judaico.

Antes de Thomas Edison o Natal era iluminado a velas, fato que acometeu diversos acidentes já que unir árvore é vela era um fator de risco em potencial. Edison  descobre os princípios elétricos e concebe a lâmpada, com intuito de dar popularidade ao seu invento, enfeita com lâmpadas a fachada do seu laboratório laboratório na data natalina de 1880. Eduard Johnson conhecido de Edison junta a tradição das luzes e da árvore apenas dois anos mais tarde.

Hoje as mais tradicionais lâmpadas de Natal são as feéricas  aquelas em série que ao se queimar uma nenhuma outra se ascende. Temos também C7 e a C9 que diferenciam das feéricas apenas no tamanho e as de LED mais populares a cada dia. Ambas cumprem a mesma função que as velas tinham a séculos, garantir o brilho da magia do Natal e com ares de esperança para novos tempos.

Textos Relacionados:


Quer comentar ?