Fc Noticias » Novidades » Pedras que se movem no deserto

Pedras que se movem no deserto

No Vale da Morte um fenomeno intriga as pessoas a décadas, pedras de diferentes tamanhos se movem sozinhas por quilômetros na planície do deserto. A seguir conheça mais sobre esse mistério e os principais caminhos para sua resolução.

     

Uma região chamada Vale da Morte localizada na região da Califórnia,  EUA abriga um estranho mistério, pedras de diferentes diâmetros  e  pesos, podendo chegar até 300 kg, se movem por quilômetros, deixando rastros no argila seca do árido deserto. O problema é que esse terreno é plano quase sem nenhuma imperfeição e além da trilha deixada pelas rochas não a nenhum sinal pegada, parece que as pedras se movem de acordo com suas própria vontades e não se sabe ao certo sobre o auxilio de qual tipo de força isso acontece.

pedras

No Vale da Morte, algo faz com que as rochas se movam, deixando longos rastros.

A mais de 60 anos esse fenômeno vem intrigando as pessoas, o que reverberou em diferentes teorias explicativas elaboras sobre primas dispares, na verdade ninguém jamais conseguiu registrar o movimento das pedras, isso por que as variações climáticas no Vale da Morte são muito intensa, calor insuportável durante o dia, chegando a 50° Celsius e bastante frio durante a noite, além das rajadas de vento que podem chegar até 160 km/h.

Muitos céticos acreditam os verdadeiros responsáveis pelo movimento dos pedregulhos são os guardas florestais da região, ou os algum engraçadinho oportunista, mas a falta de pegadas, juntamente com dificuldade dessa empreita, e também a falta de provas, rechaçam essa hipótese. Alguns mais visionários acreditam que o movimento resulta de alguma ação magnética provocada por visitantes alienígenas. E é claro, existem os que buscam o desvendamento por métodos científicos e empiricamente comprováveis.

Vídeo pedras andando

Mas como realmente esses seres inanimados conseguem  se mover? Muitos estudos importantes estão sendo feitos nesse sentido e dentre as hipóteses mais aceitas convencionam para as particularidades atmosféricas  do vale.  Os vento com velocidades incríveis, e agindo sobre múltiplas direções poderiam ser a explicação, entretanto a secura do solo não permitiria que fosse apenas isso. Entretanto, durante o inverno a região é acometida por uma pequena precipitação chuvosa, que forma uma fina manta de água sobre o solo, devido ao frio intenso essa água congela, talvez esteja ai o conjunto de variáveis que possibilitam a movimentação das rochas.

O gelo diminui substancialmente o atrito das rochas com o solo e a força do vento seria portanto a força propulsora que faltava. Mas, isso parece ainda deixar dúvidas, os trajetos desenvolvidos pelas pedras são sinuosos e algumas pessoas afirmam que elas continuam se movendo inclusive mudando de posição durante a estiagem, tudo isso continua estimulando o mistério.

Textos Relacionados:


Quer comentar ?