Fc Noticias » Saúde » O que fazer para roncar menos?

O que fazer para roncar menos?

Com certeza você já dormiu ao lado de alguém que ronca ou já foi alvo de piadas por roncar. Por mais que o ronco seja o maior incômodo para algumas pessoas, a Síndrome de Apneia Obstrutiva do Sono é o problema que devemos dar relevância.

     

O ronco é a vibração dos tecidos da garganta quando o ar passa, e embora ocorra muitas piadas em relação ao ronco, é importante termos a consciência de que o ronco pode ser algo grave, como a apneia do sono, apneia noturna ou Síndrome de Apneia Obstrutiva do Sono, ou seja, a SAOS.

Apneia Obstrutiva do Sono é uma doença crônica, definida pela obstrução parcial ou total das vias, fazendo com que a pessoa que ronca tenha paradas repetidas e temporárias da respiração, impedindo que o ar chegue até o pulmão, pois a respiração cessa, quando ocorre o colapso das vias aéreas.

A obstrução parcial das vias aéreas superiores do sono é chamada de hipopneia, que é a redução de 30% a 50% do fluxo de ar. Já a obstrução total, é chamada de apneia, é considerada como uma interrupção completa do fluxo de ar através do nariz ou da boca por um período de pelo menos 10 segundos nos adultos.

Causas

Mulher tentando dormir

A SAOS é duas vezes mais comum no sexo masculino. Homens e mulheres com obesidade central ou com excesso de gordura na região da barriga, estão mais propensos a ter.

Além dos hormônios estrogênios e androgênios serem também um indício da causa, também é comum adquirir SAOS, após os 35 anos, podendo ser hereditário ou não.

Quem possui diabetes, hipertensão, insuficiência cardíaca, arritmia cardíaca ou que já sofreu infarto, tem tendência para a apneia e hipopneia.

A circunferência do pescoço maior que 40 cm. O uso de drogas, como miorrelaxantes, álcool e sedativos. Tabagismo ativo ou passivo, são fatores que aumentam a complacência das vias aéreas superiores, causando a SAOS.

Sintomas

Mulher dormindo no ombro

Geralmente quem ronca ou tem SAOS, acorda após uma noite inteira na cama e se sente cansado, acorda com dor de cabeça, tem sonolência e irritabilidade, adormece ou tem falta de concentração durante o dia.

Acorda com uma sensação de falta de ar, tem fadiga e falta de vontade quanto a atividade sexual. Todos esses sintomas são os mais comuns para quem ronca durante a noite, mas aos que sofrem de SAOS, tem não só esses sintomas, mas vários outros.

Como descobrir a SAOS

Mulher sem sono

Nem todo mundo que ronca tem apneia do sono, mas para descobrir a causa do ronco é preciso fazer a polissonografia, exame que determinará a hipótese clínica de SAOS, afirmando se tem ou não a doença.

Ao fazer o exame, o paciente terá que dormir uma noite na clínica, onde ocorrerá o acompanhamento de cada aspecto de seu sono. Nos casos confirmados, o exame fornecerá o diagnóstico correto do problema, para que o procedimento exato de cada caso seja iniciado.

O exame é feito geralmente na clínica do sono. Onde o sono, as contrações musculares, problemas respiratórios e cardíacos serão monitorados para identificar se o paciente tem a doença, indicando se a SAOS é leve, moderada ou grave.

Outros distúrbios de sono podem ser descobertos a partir desse exame, por terem sintomas parecidos, porém cada distúrbio possui um tratamento apropriado.

Síndrome de Apneia Obstrutiva do Sono, não mata, mas afeta vários órgãos do nosso corpo, um exemplo é o coração, que desenvolve arritmias, hipertensão, infarto e derrame cerebral. Logo, evolui outras doenças podendo chegar ao óbito.

O que fazer para roncar menos?

Mulher fazendo massgem

Em casos que não são graves, existem alguns métodos para diminuir o ronco. Dormir de lado é uma delas, para que a base da língua não se desloque para o fundo da garganta, estreitando as vias aéreas e obstruindo a respiração, logo, dormir de barriga para cima não é indicado.

Recomenda-se também exercícios de fisioterapia para fortalecimento da musculatura da garganta. Evitar ingerir álcool, bebidas com cafeína e alimentos pesados, principalmente antes de dormir.  Manter o peso ideal, praticar exercícios físicos e não fumar. São itens fundamentais para diminuir o ronco durante a noite e evitar chateações.

Alguns casos já são mais graves e para as crises de ronco, a indicação para diminuir é o CPAP ou BIBAP nasal, pois diminuem o risco de problemas cardiovasculares. Este aparelho permite que o ar passe livremente pela faringe.

Também é indicado um retrator de língua, que é uma prótese intra-oral móvel para ajudar a manter a boca fechada e a projetar a língua um pouco para a frente, o que aumenta a abertura para a passagem do ar. Essa avaliação deverá ser feita pelo dentista.

Outros problemas com o ronco só são resolvidos por meio de tratamento cirúrgico. O tratamento mais conhecido é a cirurgia nasal, incluindo a adenoidectomia, uvulopalafaringoplastia, traqueostomia, entre outras.

Importante

A Síndrome de Apneia Obstrutiva do Sono é uma doença, ou seja, um problema médico grave. Para quem ronca e sente que isso contribui para certos transtornos, incomoda e altera a vida pessoal. É de deveras importância procurar um médico especializado nessa área, identificar o problema e iniciar o tratamento adequado.

O tratamento sendo iniciado, evitará futuras doenças, a respiração adquirirá um ritmo, proporcionando um sono tranquilo, pois os roncos serão cessados, melhorando a vida de quem ronca e com certeza a vida de quem dorme ao seu lado.

Textos Relacionados:


Quer comentar ?