Fc Noticias » Saúde » Depressão bipolar sintomas

Depressão bipolar sintomas

Confira o que é transtorno bipolar e os tipos de transtorno bipolar. Fique por dentro dos fatores que contribuem para o transtorno bipolar, além dos seus sintomas.

     

Pessoas que sofrem de transtorno bipolar, são conhecidas por alternarem entre períodos de bom humor e períodos de irritação ou depressão. Essas oscilações podem ocorrer com muita frequência ou pouca frequência entre manias e depressões.

Sendo assim, pessoas bipolares mudam os seus pensamentos de uma hora para outra, assim como agem, sentem e vivem diante essa modificação num ritmo acelerado. Compreenda que a bipolaridade é uma doença psiquiátrica, que alterna entre a depressão, mania e oscilação do humor.

Logo, o transtorno bipolar altera as funções dos cérebros, responsáveis pelas áreas que dão seguimento às emoções, motivações e recompensas. Por exemplo, o lobo pré-frontal e amígdala, estrutura central que permite as expressões fisionômicas e das tonalidades da voz. Assim como também a produção de serotonina, localizada no tronco-cerebral, substância responsável pela harmonia do cérebro.

Tipos de transtorno bipolar

Bipolar

Tipo 1: O transtorno bipolar tipo 1, já foi nomeada de depressão maníaca, pois esse transtorno aponta situações maníacas do paciente, incluindo a depressão profunda.

Tipo 2: O transtorno bipolar tipo 2, possuem pacientes que apresentam o aumento de energia e impulsividade, tão excessiva como a hipomania, incluindo situações de depressão.

Ciclotmia: Esse transtorno bipolar, possuem pacientes com oscilações de humor, porém com hipomania e alteração de humor menos intenso. É comum os pacientes com ciclotimia, serem diagnosticados com apenas depressão.

Veja a seguir, fatores que podem contribuir para o transtorno bipolar:

Transtorno bipolar

• Desiquilíbrio hormonal.
• É possível descobrir em alguns pacientes o motivo exato da doença a partir de exames que mostram mudanças físicas em seus cérebros.
• Instabilidade nos neurotransmissores podem ocasionar a bipolaridade.
• Hereditariedade é um possível causador para a continuidade da bipolaridade em famílias que já possuem históricos com esse transtorno, logo, a genética é a causa.
• Experiência traumáticas, como abusos sexuais, a morte de alguém querido. Assim como fatores internos, estresse e causas que possam ter provocado mudanças negativas.
• O uso abusivo de drogas e álcool também podem suceder um transtorno bipolar.

Sintomas do transtorno bipolar na fase 1 e 2, porém na fase 2, os sintomas são menos intensos.

• Distração
• Insônia
• Falta de discernimento
• Descontrole emocional
• Compulsão alimentar
• Compulsão nas compras
• Relações sexuais com muitas pessoas
• Agitação excessiva
• Irritação Excessiva
• Inquietação diante os pensamentos
• Hiperatividade
• Autoestima elevada

Sintomas do transtorno bipolar na fase depressiva:

• Tristeza
• Desanimo
• Fadiga
• Insônia
• Falta de concentração
• Falta de apetite
• Perda de peso
• Sentimentos negativos: inutilidade e culpa
• Falta de interesse
• Baixa autoestima
• Pensamentos constantes em relação a morte e o suicídio
• Isolamento

Importante

• Bastante comum pessoas com transtorno bipolar na fase da depressão tentar o suicídio, a necessidade de fuga, faz com que esses paciente usem como válvula de escape o álcool e outras substâncias.
• Estado misto é o nome dado para os sintomas maníacos e depressivos que são ocasionados juntos ou um após o outro.
• A estação do ano é um fator que pode acarretar a oscilação de humor, pois a hipomania, por exemplo, pode ocorrer durante a primavera e o verão, já a depressão no outono ou inverno. Depende do paciente.
• Mania e depressão podem ocasionar a perda da realidade, doença chamada de psicose.

Diagnóstico

• Exames físico e testes laboratoriais, por exemplo, exames de urina e de sangue.
• Análise psicológica
• Exames específicos (depende da causa do paciente)
• É necessário para o diagnostico também saber o histórico médico do paciente e de sua família.

Tratamento

Será necessário descobrir as causas que acarretam a variação de humor. O tratamento é realizado por especialistas, como psicólogos, psiquiatras e neurologistas.

Textos Relacionados:


Quer comentar ?