Fc Noticias » Estudos » A partilha da África e da Asia

A partilha da África e da Asia

A partilha dos continentes Africano e Asiático, aconteceu sobre um contexto capitalista e expansionista de mercado. veja nesse artigo como se deu esse neocolonialismo e como ele influenciou o mundo atual.

     

A partilha do continente africano e asiático deu-se entre as principais potencias econômicas do mundo no século XX. A partilha ficou conhecida como neocolonização ou politica imperialista. Esse tipo de politica ganhou impulso em 1873 com a superprodução do processo de industrialização, a expansão permitiu o aumento do mercado consumidor, obtenção de matéria-prima e mão de obra barata para produção.

Partilha da África

partilha do continente africano

foto: reprodução

A partilha da África foi um processo bem mais violento do que as outras partilhas. O continente africano, historicamente, sempre sofreu com invasões e explorações, apesar disso a maior parte da África era livre de dominação estrangeira, a expansão imperialista sobre o continente africano foi justificado por varias ideologias discriminatórias, coisas como “missão civilizatória”, segundo as potencias da época era missão dos “civilizados europeus” ensinar aquele povo “bárbaro”, outra justificativa era a partilha das riquezas do mundo entre as nações, levar o cristianismo á esse povos pagãos foi também uma das mais utilizadas e claro, a justificativa de que a raça branca é naturalmente superior a negra e a amarela portanto pode dominar esses povos.

O processo de ocupação se deu de diversas formas, por exploração econômica, ocupação territorial, domínio politico, esse processo durou pelo menos cinco seculos e durou do século XV até o século XX, a descoberta das jazidas de diamante na África do Sul intensificou ainda mais a ocupação, a dominação em sua maioria foi por uso da força militar ou por acordo entre os lideres africanos, os principais países que ocuparam a África foram: Grã-Bretanha, França, Portugal e Bélgica.

Muitos conflitos surgiram entre os países que ocupavam a África, motivados principalmente por projetos de construções de ferrovias que percorreriam o continente com o processo de neocolonização a Europa devastou a economia e a cultura africana, muitos países sofreram com o sistema de plantations que desorganiza o consumo de alimentos dos africanos, além disso a cultura europeia foi imposta aos africanos e muito da história africana se perdeu, muitas revoltas surgiram em busca de emancipação entre elas a revolta Zulu e outras revoltas contra o apartheid, entre outras, até a conquista da independência de quase todos os países no século XX.

Partilha da Ásia

A partilha da Ásia foi em sua grande maioria um processo econômico, diferente da África e da America Latina, quando os europeus

partilha do continente asiatico

foto: reprodução

chegaram a essa parte do planeta, encontraram uma civilização com todo um sistema econômico elaborado, força militar preparada, é uma politica forte e fechada para povos estrangeiros. A grande maioria dos países que partilharam o continente asiático eram os mesmo que partilharam a África, mas com a participação de outros países como Holanda e a Russia que sempre exerceu influência sobre a Ásia.

Novamente surgiram conflitos entre os países que dominavam. Dessa vez, principalmente, motivado por territórios pois muitos países tinham se estabelecido comercialmente na Ásia séculos antes durante as expedições navais do mercantilismo. Entretanto países como a Tailândia e o Japão não sofreram invasões consideráveis como outros países asiáticos. O Japão sobre a pressão dos Estados Unidos teve que abrir seus portos para os países ocidentais, o que gerou varias revoltas internas.

Nessa mesma época os EUA começou a sua expansão Imperialista, conquistando territórios como o Havaí. Outros países que sofreram foram a China sobre a pressão Russa, a Índia  que foi totalmente desestruturada pela dominação inglesa e por último a America latina que sofreu extrema dominação dos Estados Unidos. Por ser o único pais industrializado da época, recolhia toda a matéria prima dos países latinos e revendia os produtos super manufaturados, caso que ocorre até hoje.

Textos Relacionados:


Quer comentar ?